Arquivo da tag: crianças

O que pensam as crianças cubatenses sobre a preservação do meio ambiente?

Mais importante do que mostrar o trabalho feito pelo Voluntários do rio com as crianças cubatenses é levar a todos o resultado do trabalho. Por isso, começo hoje uma série de postagens nesse blog com as redações vencedoras do concurso familiar realizado ao longo do projeto. 

Para começar, a redação vencedora na U.M.E. Padre Antonio Olivieri, da aluna Julia Espinheira dos Santos, que contou com a colaboração de sua mãe, Jadilene Espinheira Ramos e teve como professora responsável Milene Silva Pinheiro:

Área de mangue em Cubatão, próxima ao Porto da Cosipa.

“Era uma vez um menino chamado Rodrigo que gostava muito de nadar no rio. Um dia ele foi nadar, como de costume, e observou que o rio estava cheio de lixo.

Lá, ao invés de peixes estavam garrafas pets, plásticos e até um sofá. Ele ficou horrorizado com o que estava presenciando, ficou tão triste que chamou seu amigo Daniel para mostrar o tamanho do crime ambiental.

Foi quando Daniel sugeriu que eles recolhessem o lixo. Quando estavam recolhendo chegou um outro amigo chamado João e perguntou:

– Por que vocês estão recolhendo este lixo? Foram vocês que jogaram?

Então Daniel e Rodrigo responderam:

– Não, mas se cada cidadão fizesse um pouco, o mundo não estaria tão poluído!”

É isso, uma forma singela e criativa de dizer a todos que é preciso o trabalho de cada um para se ter um meio ambiente melhor.

Continuem acessando, divulgando e comentando!!!

Até a próxima.

1 comentário

Arquivado em Dados do projeto, opinião

Idealizador do Voluntários do rio faz balanço do projeto

Rolando Roebbelen, ambientalista, jornalista, membro do Conselho Comunitário Consultivo Carbocloro e idealizador do projeto Voluntários do rio faz balanço dos três meses de trabalho e projeta novidades para 2010.

Continuem acessando, comentando e divulgando esse espaço.

Em breve, confira na íntegra as redações vencedoras do concurso familiar realizado com os alunos das escolas municipais. Boa oportunidade para saber o que as crianças da cidade pensam sobre a preservação e o futuro do nosso meio ambiente

Deixe um comentário

Arquivado em artigos, Dados do projeto, opinião

Voluntários do Rio em sua reta final

Comissão avalia redações dos alunos cubatenses

Por Renato Silvestre

Após quase três meses de árduo trabalho, principalmente, de conscientização e educação ambiental voltada às crianças da rede municipal de ensino de Cubatão, o projeto Voluntários do Rio terá seu encerramento no próximo domingo, 29 de novembro, às 08h30.

O cenário para a divulgação dos vencedores do concurso de redação de cada escola participante será, mais uma vez, o Centro Ambiental Afonso Schmidt. Após a premiação dos alunos, haverá um passeio de barco pelos rios da cidade.

Próximas ações

As melhores redações foram escolhidas por uma comissão formada por membros do CCC e colaboradores da Carbocloro. Paralelamente, foram realizadas atividades lúdicas com as crianças, como o jogo Voluntários do Rio, desenvolvido em uma grande lona, onde os estudantes se tornaram as peças dessa brincadeira, que divertiu e instruiu ao mesmo tempo.

Durante toda essa semana, o CCC e a Carbocloro promovem ainda a coleta de lixo nos rios e mangues da cidade. Após o encerramento do Voluntários do Rio será desenvolvido um relatório com todos os resultados obtidos, além disso está em andamento a produção de mais uma edição do informativo CCC em Ação, que trará cobertura completa do projeto.

O Voluntários do Rio vai encerrando suas atividades esse ano, mas há promessa de muitas outras ações em breve. O importante é conscientização, que a pequena semente plantada pelo CCC e Carbocloro gere frutos e tenhamos um futuro muito mais limpo e saudável nos rios, mangues e comunidades cubatenses.

Em breve a divulgação das redações vencedoras, a cobertura do encerramento do projeto e um apanhado geral dos resultados obtidos.

 Continuem acessando, divulgando e comentando!

1 comentário

Arquivado em Dados do projeto, notícia

“Quase no quintal de casa” é bem avaliada ao final da semana de apresentações

Crianças assistiram atentamente as apresentações

Crianças assistiram atentamente as apresentações

Por Renato Silvestre

 

Ao som da banda Chico Science & Nação Zumbi – famosa por ter sido a precursora do Movimento Manguebit, que buscava popularizar a cultura regional pernambucana, mesclando essa a elementos da cultura pop mundial, no início dos anos 90 –, é dessa maneira que a peça “Quase no quintal de casa” se inicia.

Com perfil jovem e animado, o espetáculo teatral conta a história do caranguejo Caco, da guará Gilda, do mão pelada Luva e do garoto Naldo, que vivem paralelos intrigantes. Enquanto os animais buscam uma solução para melhorar o ambiente que vivem, Naldo precisa fazer um trabalho escolar sobre o mangue e os rios da cidade onde mora.

Os caminhos deles se cruzam quando os animais indignados resolvem entrar em contato com o menino, conscientizá-lo, e usá-lo como forma de propagação de uma busca coletiva pela melhoria daquele ecossistema. A história ainda traz a mãe e a namorada de Naldo, que dão um toque especial de humor ao espetáculo.

Buscando interação contínua com os espectadores, a peça, que foi levada a cerca de 800 alunos da 4ª série da rede municipal de ensino de Cubatão ao longo dessa última semana, teve um ótimo resultado, ao menos é o que garante o coordenador do Projeto Voluntários do Rio, o ambientalista, fotógrafo e membro do Conselho Comunitário Consultivo Carbocloro, Rolando Roebbelen. “Foi maravilhoso! Dá pra gente perceber exatamente o quanto é importante a educação. A garotada entendeu o recado, eles mostraram que gostam de teatro e entenderam, também, que é preciso limpar os manguezais e limpar a cidade como um todo”, analisou.

Para Roebbelen, as crianças poderão ajudar na conscientização dos pais e amigos. “Crianças dessa idade são extremamente receptivas, conseguem assimilar perfeitamente o recado, e dar sequência a idéia, que é o que, na realidade, o Voluntários do Rio pretende. Queremos que as crianças levem pra suas casas essa mensagem e que dividam com as suas famílias”, disse.

Para a aluna da 4ª série do ensino fundamental na U.M.E. Padre José de Anchieta, Taís Nogueira, 11 anos, a peça conseguiu levar uma mensagem positiva. “Achei muito legal a peça. Falou sobre o meio ambiente e a gente já está estudando muito sobre isso. Aprendi e nunca mais vou jogar lixo na rua”, afirmou.

Lucimere Cordeiro Magalhães, coordenadora pedagógica da escola, que recebeu a peça nessa sexta-feira (25/09), se mostrou contente e disse, também, acreditar no poder das crianças para a mudança de comportamento dos pais. “Eu fiquei super contente em receber o Voluntários do Rio, porque falar de meio ambiente é algo que está dentro do projeto da escola. As crianças são multiplicadores, o que eles aprendem na escola levam pra casa e passam para os pais. Com a situação que está hoje nos mangues, rios e praias, é nossa responsabilidade de mudar e é somente com a educação que se pode e se vai mudar”, finalizou.

 

Mais imagens da peça na próxima atualização.

Continuem acessando, comentando e divulgando esse espaço!

2 Comentários

Arquivado em Dados do projeto, notícia

Confira as primeiras imagens da peça “Quase no quintal de casa”!

Vejam as primeiras imagens  da peça “Quase no quintal de casa”, ques está sendo encenada durante esta semana em cinco escolas da rede municipal de ensino de Cubatão (Click nas fotos abaixo para ampliar). 

Continuem acessando e divulguem!

Deixe um comentário

Arquivado em Dados do projeto, notícia

Canoaço mobiliza voluntários pelo bem do mangue

Plantio das rizoforas e concentração do lixo recolhido durante o Canoaço

Plantio das rizoforas e concentração do lixo recolhido durante o Canoaço

Por Renato Silvestre

Após uma semana fria e chuvosa, o sol resolveu dar o ar de sua graça na manhã do último domingo, 13 de setembro, em Cubatão. Dia perfeito para iniciar, com chave de ouro o projeto Voluntários do Rio, do Conselho Comunitário Consultivo Carbocloro.

Elaborado com a iniciativa de ser o grande pontapé inicial do projeto, o Canoaço, levou cerca de 300 participantes aos manguezal da cidade. Em oito embarcações, os participantes dos mais diversos segmentos, de políticos à estudantes, de ambientalistas à crianças, puderam ver de perto o belo voou do Guará-vermelho e o trabalho realizado pelos voluntários, que em cerca de duas horas, retiraram do mangue 20 sacos de 100 litros de lixo.

Um desses voluntários, que estiveram atuando diretamente na retirada de lixo e no plantio de 150 mudas de rizoforas – plantas típicas do mangue –, é Sebastião Flores de Souza Sobrinho. Aos 40 anos, o Baby, como é conhecido entre os canoístas e amigos, viveu desde criança tomando banho nos rios da cidade e curtindo a beleza do mangue. Morador da Vila São José ele acredita que retirada de lixo e conscientização são essenciais. “Esse trabalho deveria ser realizado sempre. É importante conscientizar a população que devemos preservar primeiro, para que a natureza tenha mais recursos para nos dar”, disse.

“É muito triste encontrar com lixo quando vou ao mangue, pois você sabe que aquilo não era desse jeito. Foi o próprio ser humano que fez isso. Temos que fazer nossa parte, não sabemos se vamos mudar o mundo, mas com um pouquinho de cada um o manguezal vai ficar bem melhor”, opinou Baby.

Morador há mais de 40 anos do Conjunto Afonso Schmidt, de onde partiu o Canoaço, Valdecir Francisco dos Santos, relembrou o passado e se disse feliz em ver ações como as realizadas pelo Voluntários do Rio. “Nós tivemos situações complicados aqui no Rio Cubatão. Nós nem acreditávamos que o rio estaria como está hoje. De qualquer maneira, há muito que se fazer ainda. É importante a população conhecer e ver a volta do Guará-vermelho e de tantas outras espécies para que se conscientize da importância do rio”, finalizou. 

 

Educação Ambiental

Quem também esteve presente no evento foi o secretário de educação de Cubatão, Fábio Oliveira Inácio que disse acreditar na importância de se investir nas crianças como forma de propagar a conscientização ambiental. “Entendemos que as crianças têm mais condições de absorver e de serem multiplicadores, porque elas acreditam nessa questão do meio ambiente. É uma geração que já vem com esse tema incorporado, com a preocupação com o consumo da água e da preservação do meio ambiente. A crianças são importantes porque cobram os pais e, inclusive, o poder público quanto a coleta seletiva”, explanou Fábio Inácio.

Para o vice-prefeito de Cubatão e membro do CCC, Arlindo Fagundes, o Canoaço foi um grande passo e a conscientização que virá em seguida é fundamental. “Iniciamos um projeto de educação ambiental e conscientização, que será importante para que a população entenda a importância do rio. O rio sem vida é prejuízo para todos. O Rio Cubatão é importante para toda a região, cerca de 80% da água servida a população da Baixada Santista sai daqui, por isso a educação ambiental aqui na cidade é tão importante”, afirmou o vice-prefeito.

Deixe um comentário

Arquivado em artigos, notícia

Voluntários do Rio na mídia

Para quem não leu, ou quer ler novamente, segue a íntegra da matéria publicada na edição de ontem do caderno da Indústria do jornal A Tribuna:

Secretários municipais e representantes do CCC Carbocloro

Secretários municipais e representantes do CCC Carbocloro

Carbocloro vai realizar canoaço para limpar três rios de Cubatão

E-4
Indústria
A TRIBUNA Sexta-feira 31 julho de 2009 

www.atribuna.com.br

MANUEL ALVES FERNANDES

DA REDAÇÃO

 
O Conselho Comunitário Consultivo da Carbocloro promoverá um canoaço com apoio da comunidade para limpar os mangues dos rios Cubatão, Cascalho e Casqueiro, dia 13 de setembro, com partida do píer próximo ao Conjunto Afonso Schmidt. O passeio de barcos segue até a Vila dos Pescadores como parte do Programa Voluntários do Rio envolvendo 800 crianças de cinco escolas municipais de ensino fundamental em Cubatão com o objetivo de despertar hábitos de preservação ambiental. O programa é uma iniciativa da Carbocloro em parceria com a Prefeitura de Cubatão.

Os organizadores pretendem sensibilizar as entidades do Município para apoiar o programa que tem como slogan Voluntários do Rio, eu mergulho nessa idéia. E a idéia “é promover a limpeza desses rios através da retirada do lixo depositado em suas margens e superfícies e conscientizar a população sobre o descarte adequado do lixo, visando à preservação dos rios e de seus ecossistemas”, explica Teodoro Pavão, gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Carbocloro e membro do Conselho Consultivo.

A limpeza dos rios e a campanha educativa beneficiam toda a comunidade. E o projeto também tem como propósito estimular o turismo náutico em Cubatão.

RELAÇÃO COM O RIO

A Carbocloro desenvolve, há 11 anos, um projeto para a instalação de uma hidrovia no Rio Cubatão, retomando uma prática secular no Município que, no passado, utilizou com sucesso esse sistema de transporte fluvial.

O uso dos rios de Cubatão paraa prática de esportes náuticos esteve em voga até meados desta década, tendo sido retomada no final dos anos 1990, depois que a Cetesb garantiu que a recuperação ambiental das águas dos rios locais havia sido atendida com sucesso.

O convite às visitas turísticas foi desencadeado com a descoberta do retorno do guará-vermelho, ave que se tornou símbolo da cidade, à região dos mangues das margens desses rios, atestando o sucesso do programa de recuperação ambiental. Alunos das Unidades Municipais de Ensino (UMEs) Padre Manoel da Nóbrega, Padre Antonio Olivieri, João Ramalho, Rui Barbosa e Padre José de Anchieta participarão da segunda fase do programa de atividades, que se realizará de setembro a novembro, com o propósito de conscientização ambiental das crianças e familiares.

Haverá apresentações da peça Quase no Quintal de Casa, com distribuição de cartilha educativa e participação em jogos lúdicos, e oficinas de reciclagem e concurso familiar, com premiação dos melhores trabalhos.
 

TRANSFORMAR E RECUPERAR

“Queremos mostrar que é pos- sível transformar nossos rios e recuperá-los”, explica o ambientalista e fotógrafo Rolando Roebbelen, membro do conselho e idealizador do canoaço. “Queremos transformar esse evento num grande trabalho conjunto para recuperar o que está comprometido, preservar o que sobrou e transformar o entorno do rio num grande parque dos manguezais”.

Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Vanderlei Oliveira, a Prefeitura de Cubatão dará total apoio à iniciativa, que além da preservação do meio ambiente enfatiza a atividade turística, um dos objetivos da administração da prefeita Marcia Rosa.

“Temos áreas maravilhosas para serem exploradas e vamos conseguir transformar nossa cidade em estância turística”, disse Oliveira. Sob o ponto de vista educacional, a campanha também ganhou o apoio do secretário municipal de Educação, Fábio Oliveira Inácio. “Devemos investir em ações de limpeza dentro das escolas porque esses atos mexem também com a consciência dos adultos”. O programa foi anunciado em ato que contou com a presença do presidente da empresa, Mario Cilento.

1 comentário

Arquivado em artigos