Arquivo da tag: Wellington Pinheiro

Mais sobre o Perequê

A seguir, confiram entrevista com o guia do Parque Ecológico do Perequê e também membro do Conselho Comunitário Consultivo Carbocloro (CCC Carbocloro), Wellington Pinheiro. Ele fala sobre a importância do local e faz um importante apelo aos visitantes.

Acessem, comentem e repliquem.

Até breve.

Deixe um comentário

Arquivado em notícia

Perequê recebe estudantes em Dia Mundial da Água

Alunos de Cubatão visitaram o parque em evento promovido como comemoração ao Dia Mundial da Água. 

Trecho do Rio Perequê dentro do parque em Cubatão

 Por Renato Silvestre  

No Dia Mundial da Água, comemorado nessa segunda-feira, o Parque Ecológico do Perequê, em Cubatão, se tornou sala de aula. Mais de 60 alunos do curso Técnico de Meio Ambiente da ETEC, do ensino fundamental da Unidade Municipal de Ensino João Ramalho e do programa PJ+ do CEPEMA, puderam curtir a natureza e respirar o ar puro em uma trilha no meio da mata. 

Além da trilha, com cerca de 500 metros, os alunos receberam orientações práticas sobre a fauna e a flora do local, conheceram ainda mais detalhes sobre a mata atlântica, a história do parque, através de sua pedra fundamental, e o futuro viveiro de mudas. “É muito bom poder mostrar as belezas naturais do parque para esses jovens. Quanto mais pessoas tiverem conhecimento e cuidado com o meio ambiente melhor será para todos”, disse Wellington Pinheiro, que foi um dos responsáveis por guiar os alunos no parque. 

Para a professora da UME João Ramalho, Luciana Rosa, a atividade faz com que os alunos passem a conhecer e respeitar mais o local onde vivem. “Os alunos passam a tomar conhecimento dessa área de natureza que muito deles não tinham noção de como era, mesmo sendo moradores da cidade. Foi muito bom, também, por ressaltar a importância da água. Eles puderam aproveitar a água limpa, gelada e ter esse contato gostoso com o meio ambiente”, contou. 

Já Reginaldo Ribeiro, professor da ETEC, valorizou a oportunidade de mostrar em uma aula de campo a importância da preservação do meio ambiente. “A proposta da ETEC foi fazer nesse dia uma aula prática, de estudo do meio, justamente para ressaltar a importância de se preservar a natureza e a fonte maior de vida, que é a água. Além disso, frisamos a importância de que cada um leve e multiplique a consciência ambiental”, explicou. 

O evento foi promovido pelo Parque Ecológico do Perequê, com apoio do Centro Guará Vermelho, Secretaria de Meio Ambiente de Cubatão, Instituto Florestal e ONG Sabiá Vivo.  

__________________________________________________________ 

Comentem à vontade. Acessem e divulguem esse nosso espaço. 

Até breve!

Deixe um comentário

Arquivado em artigos, notícia

Canoaço é destaque em A Tribuna

Para quem não leu, ou quer ler novamente, segue a íntegra da matéria publicada na edição de ontem do caderno Baixada Santista do jornal A Tribuna:

Oito barcos levaram os participantes do Canoaço pelo manguezal cubatense

Oito barcos levaram os participantes do Canoaço pelo manguezal cubatense

Grupo recolhe lixo do manguezal
A-9
Baixada Santista
A TRIBUNA Segunda-feira, 14 setembro de 2009.

http://www.atribuna.com.br

THAÍS LYRA

DA REDAÇÃO
Uma bolsa marrom em courino, um sofá e até mesmo uma grade de berço. Pode até parecer, mas os objetos listados não fazem parte de nenhum saldão. Eles foram retirados ontem de manguezais e dos entornos dos rios Cubatão, Cascalho e Casqueiro, em Cubatão, durante a implementação da primeira fase do Voluntários do Rio, projeto do Conselho Comunitário Consultivo (CCC), da Carbocloro, e da Prefeitura.

Junto com esses itens, os voluntários também recolheram quase 20 sacos de 100 litros de entulhos em pouco mais de duas horas de trabalho. O material será agora descartado em local apropriado ou,se possível, reciclado. Na manhã de ontem, dezenas de pessoas assistiram, muitas vezes incrédulas, às cenas dos voluntários pegando lixo nos entornos dos rios.

Quatro barcos acompanharam o trabalho dos voluntários, que se esforçavam para tentar deixar o mangue livre de detritos. Aos 16 anos, o estudante Victor Rosa lamentava o cenário que encontrou. “As pessoas não se preocupam em separar, em jogar corretamente o lixo. Estou no projeto há duas semanas e fiquei espantado com as coisas que achei”. Entre elas, Victor fala de fraldas, sacolas plásticas e muitas, muitas garrafas PET. “As pessoas colocam o óleo e jogam, sem a menor preocupação”.

Vice-prefeito de Cubatão e membro do CCC, Arlindo Fagundes Filho fala que as pessoas ainda não perceberam que sujam a água que servirá para elas. “E não só a população de Cubatão, mas o lixo de muitos bairros de Santos e São Vicente refletem nos rios da cidade, o que é uma pena”.

PREVENÇÃO
Teodoro Pavão, gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Carbocloro e membro do CCC, destaca a necessidade de se desenvolverem ações ambientais preventivas. “O lixo é um problema de todos nós, e a esperança é que, principalmente, os moradores próximos aos rios tenham essa consciência. Afinal, o rio é o quintal de casa de muita gente e é preciso perceber que o lixo que flutua vai trazer consequências ruins”. E para aqueles que moram longe das encostas, Pavão acredita que é preciso mostrar o que uma garrafa de plástico jogada na rua é capaz de provocar. “Ela ficaráanosnomeioambiente”.

Outro voluntário, Klinger Branco espera conseguir acabar com a sujeira dos manguezais. “É muito triste recolher sofás, pneus, garrafas”. Daniel Ravanelli Losada, proprietário da Náutica da Ilha e um dos voluntários, conta que a ideia é fazer desse trabalho algo permanente. “Se conseguirmos um patrocínio poderemos fazer esse trabalho de forma ativa”.

Além de recolher o lixo, voluntários aproveitaram para fazero plantio de 150 mudas de mangue-vermelha, uma planta base do florestio do mangue. As sementes foram colhidas no próprio local e germinadas no Centro de Referência em Meio Ambiente (Cepema) da USP. “Vamos fazer a medição das mudas para que elas ajudem a melhorar a situação dos manguezais”, conta Wellington Pinheiro dos Santos Silva, que faz parte do projetoVoluntários do Rio.

O projeto Voluntários do Rio não ficará apenas no recolhimento do lixo. Na próxima etapa, alunos de cinco escolas do Ensino Fundamental de Cubatão, localizadas no entorno dos rios e dos mangues, participarão de iniciativas de prevenção. Teodoro Pavão, gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Carbocloro e membro do Conselho Consultivo, acredita que o envolvimento dos estudantes é essencial para que o projeto tenha mais resultados. “Vamos atingir 800 crianças de forma direta e3.600 pessoas de forma indireta, por meio da multiplicação de informações”. Para que isso aconteça, Pavão explica que será montada a peça de teatro Quase no Quinta de Casa, que abordará a importância do papel de cada indivíduo na preservação e manutenção dos rios e mangues. Também haverá uma oficina de reciclagem para que os alunos aprendam a transformar garrafas pet em objetos de uso diário, como brinquedos e enfeites. “Vamos promover também um concurso familiar, de desenho ou redação, que premiará pais e alunos”.

Deixe um comentário

Arquivado em notícia

Voluntários do Rio plantará mudas para reflorestamento do mangue

Membros do CCC em plantio de propágulos em área de mangue em Cubatão

Membros do CCC em plantio de propágulos em área de mangue em Cubatão

Por Renato Silvestre

Uma das principais ações que acontecerá durante o Canoaço, a ser realizado no próximo domingo, dia 13 de setembro, será o plantio de propágulos de rizoforas – mudas de plantas típicas da região de mangue. Este trabalho será feito voluntariamente por canoístas da Baixada Santista, coordenados por Wellington Pinheiro dos Santos Silva, membro do CCC e instrutor de canoagem.

“Faremos o reflorestamento de áreas que foram diretamente afetadas pelo lixo, além de realizar o trabalho em outras áreas que também sofreram com a ação humana”, afirma Wellington Pinheiro.

Segundo o conselheiro, o trabalho será muito importante, não apenas pelo plantio das mudas, como também pela retirada do lixo. “Nós canoístas, também vamos retirar lixo de algumas áreas do manguezal, até porque, onde será realizado o plantio existe muito lixo. Então, de forma prática daremos nossa contribuição para o meio ambiente e para a conscientização das pessoas”, acredita.

Quem quiser ter mais informações sobre como participar do Canoaço pode entrar em contato com o Rolando, através dos telefones: (13) 3361-3400 ou (13) 9611-2506.

Acessem, comentem, questione e repliquem.

1 comentário

Arquivado em Dados do projeto, notícia

Expectativa aumenta a poucos dias do início do projeto

Membros do CCC em reunião no Centro Ambiental Afonso Schmidt

Membros do CCC em reunião no Centro Ambiental Afonso Schmidt

Por Renato Silvestre

 

A preparação para o projeto Voluntários do Rio entra em sua reta final, e para aparar as últimas arestas do evento inicial, o Canoaço, o Conselho Comunitário Consultivo Carbocloro se reuniu de maneira extraordinário, na última segunda-feira (31/08), no Centro Ambiental Afonso Schmidt.

Detalhes técnicos, o funcionamento do evento e o andamento das ações preparatórias foram discutidos entre os membros do CCC em clima de expectativa e crescente ansiedade. “Estamos ansiosos para ver o projeto realizado, pois é algo novo e diferente. Quando fizemos a visita técnica (realizada em novembro de 2008) fiquei surpreso, pois foi a primeira vez que vi o rio de dentro para fora. Só assim, pode-se criar uma consciência maior sobre o problema”, revelou Valdenor dos Santos Dias, professor de educação física e membro do Conselho.  

Quem também acredita que a visão de dentro rio pode ajudar a conscientizar é Priscilla de Andrade Batista, estudante de oceanografia e uma das mais novas integrantes do CCC. “A partir do momento que as pessoas presenciam os animais convivendo junto com o lixo que é gerado por todos nós, elas tendem a ficar chocadas e se sensibilizar”, avaliou.

Já para Wellington Pinheiro dos Santos Silva, instrutor de canoagem e, também, conselheiro, a perspectiva é de conseguir levar a consciência ambiental ao maior número de pessoas. “Acredito que o importante será expor o estado que se encontra o manguezal, intensificando a conscientização e mostrando o quanto esse ecossistema está sendo agredido com o depósito diário de lixo da região”, afirmou.

Teodoro Pavão, Gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Carbocloro também revelou estar ansioso pela efetivação das primeiras ações do Voluntários do Rio. “Estamos ansiosos e planejando para que tudo de certo. Nosso objetivo é mostrar para a população que podemos melhorar o meio ambiente, não só coletando o lixo que está no rio, como também, evitando sujá-lo”, disse.

 

O Canoaço 

O Canoaço, que será realizado no domingo, 13 de setembro, reunirá cerca de 250 pessoas, entre autoridades, imprensa e moradores de Cubatão. Todos os participantes poderão ver de perto o atual quadro dos rios Casqueiro, Cascalho e Cubatão, além de comprovar o impacto do lixo na vida do mangue. “O Canoaço mostrará para as pessoas que lugar de rio é lugar de vida, é lugar de peixe e não de lixo”, afirmou Rolando Roebbelen, coordenador do projeto.

 

Quem quiser ter mais informações sobre como participar do Canoaço pode entrar em contato com o Rolando, através dos telefones: (13) 3361-3400 ou (13) 9611-2506. 

Acessem, comentem, questione e repliquem.   

Deixe um comentário

Arquivado em artigos, notícia