Arquivo da tag: cultura

Carbocloro lança a segunda edição do projeto Voluntários do rio

Voltado a crianças do 5º ano do Ensino Fundamental da rede pública, o projeto promove a conscientização ambiental e resgata a importância histórica de Cubatão

Resgatar a importância histórica e cultural da cidade de Cubatão (SP) e despertar o interesse das crianças cubatenses pela cidade onde vivem, além de promover a conscientização ambiental. Esses são os principais objetivos do projeto Voluntários do rio II – Vida e História de Cubatão, que será lançado no próximo dia 16 de março, às 15h, no Bloco Cultural de Cubatão, pela Carbocloro em parceria com o seu Conselho Comunitário Consultivo (CCC).

“Voltado para crianças do 5º ano do Ensino Fundamental da rede pública de Cubatão, o projeto nasceu da necessidade de criar ferramentas educacionais atrativas para levar às crianças de Cubatão uma nova forma de ver a cidade onde vivem, promovendo a valorização da história, da cultura e do meio ambiente”, explica Daniel Ravaneli, coordenador do projeto e membro do CCC.

Durante o Voluntários do rio II, que promoverá atividades até o fim do ano letivo de 2012, as crianças de Cubatão poderão participar de uma série de ações gratuitas desenvolvidas especialmente para o projeto. Os alunos receberão cartilhas, assistirão a um filme desenvolvido especialmente para o projeto, que retrata a história e o desenvolvimento de Cubatão, e participarão de um passeio de barco pelos rios da cidade.

Para Marcio Abreu, diretor Industrial da Carbocloro, desenvolver projetos voltados para crianças é algo fundamental para preservar a história, a cultura e o meio ambiente, já que serão elas as responsáveis pelo futuro da cidade de Cubatão. “O projeto torna-se ainda mais relevante por tratar destes temas de forma lúdica para aqueles que serão seus defensores no futuro, ou seja, as crianças. Acreditamos que é por meio de projetos como esse que daremos continuidade ao processo de melhoria da imagem da cidade, ao mesmo tempo em que trabalhamos a autoestima dos cubatenses”, destaca Abreu.

O projeto, foi desenvolvido através da Lei de Incentivo a Cultura (Lei Rouanet) do Ministério da Cultura. A previsão é de que 1600 alunos sejam beneficiados pela iniciativa.

As escolas interessadas em participar do projeto devem fazer a inscrição por meio do site
http://www.historiadecubatao.com.br ou através do email historiadecubatao@gmail.com

Atividades

Entre as atividades, haverá a exibição do filme “Cubatão Nota 10”, com duração de 30 minutos, que usa a animação e imagens reais de Cubatão para contar a vida de Jenifer, uma menina que precisa entregar um trabalho escolar sobre a cidade e acaba participando de uma história fantástica, por meio da qual faz uma viagem por Cubatão para descobrir o que a região tem de
melhor.

Outra atividade do projeto é um passeio de barco com duração de 50 minutos. O trajeto prevê quatro paradas onde serão abordados temas como localização geográfica, vida da população ribeirinha, fauna, flora e conscientização ambiental.

Ao longo do passeio, os alunos devem preencher as atividades da cartilha “Vida e História de Cubatão – Juntos, fazendo uma
cidade nota 10!”, que contém brincadeiras e curiosidades sobre a história, a cultura e o meio ambiente de Cubatão. O conteúdo da cartilha, além de ser trabalhado com os alunos durante as atividades do projeto, poderá servir como material de apoio para as aulas temáticas sobre a cidade.

Ao final, os alunos participam de uma Gincana de desenhos, onde as crianças poderão expor o que viram e aprenderam durante as atividades do projeto.

Todas as atividades, com exceção da Gincana de Desenhos, são realizadas na Náutica da Ilha, na Ilha de Caraguatá, em Cubatão, contando sempre com a supervisão de monitores devidamente treinados.

Sobre a Carbocloro

Instalada no Brasil desde 1964, a Carbocloro S.A. Indústrias Químicas – uma empresa do grupo Unipar e Occidental Chemical Corporation – é líder no fornecimento de cloro para tratamento de água no Brasil e produz matérias-primas que servem de base para importantes segmentos do parque industrial brasileiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Dados do projeto, notícia

Educação e cultura em prol da autoestima cubatense

Passeio de barco realizado como parte das ações previstas no projeto de 2009

Por Renato Silvestre

Como fruto do projeto Voluntários do rio, realizado pelo Conselho Comunitário Consultivo Carbocloro, em 2009, um novo trabalho nasceu e será desenvolvido ao longo de 2012. Trata-se do projeto Voluntários do rio 2 – Vida e História de Cubatão, que foi idealizado e é coordenado pelo ex-secretário do meio ambiente de Cubatão e membro do CCC Carbocloro, Daniel Ravanelli Losada. Voltado para crianças do 5º ano do ensino fundamental da rede pública de Cubatão, o projeto foi aprovado pelo Ministério da Cultura e será patrocinado pela Carbocloro por meio da Lei Rouanet. A previsão é que 1800 alunos sejam beneficiados com essa iniciativa.

Os principais objetivos desse trabalho são resgatar a importância histórica da cidade, oferecer um panorama da realidade e da atualidade para a construção de uma identidade com o município, além de agregar valor cultural e despertar o interesse das crianças por Cubatão, aumentando sua autoestima.

Durante os atendimentos do projeto, as crianças serão recepcionadas na sede da empresa Náutica da Ilha, no Jardim Caraguatá. Elas receberão cartilhas com enfoque na educação ambiental para preenchimento simultâneo às atividades e assistirão a um filme que aborda a história, o desenvolvimento, aspectos geográficos e o meio ambiente de Cubatão, desenvolvido especialmente para este trabalho. Em seguida partirão para um passeio de barco pelos rios da cidade.

Para Daniel Losada, o Voluntários do rio 2 – Vida e História de Cubatão é uma consequência direta do trabalho do CCC realizado em 2009, mas dessa vez com um viés cultural. Segundo Daniel a expectativa é que o projeto seja um marco em termos educacionais na cidade. “Usaremos uma abordagem pioneira ao trabalhar o conhecimento de forma interativa e dinâmica. Com este projeto, certamente o aluno irá olhar Cubatão com outros olhos e sentir orgulho da cidade. Estou confiante que iremos obter bons resultados”, explica.

1 comentário

Arquivado em Dados do projeto, notícia

Secretário de Cultura de Cubatão fala sobre o Perequê

Confiram a seguir entrevista com o secretário de Cultura de Cubatão e membro do Conselho Comunitário Consultivo Carbocloro, Welington Ribeiro Borges. Aproveitando visita ao Parque Ecológico do Perequê no último dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, ele conta algumas curiosidades e fala sobre a história do local. 

Até a próxima!

 

Deixe um comentário

Arquivado em notícia

Lixo: moradores de um bairro no Japão são exemplos de como cuidar bem dos resíduos

Depois de ver tantos maus exemplos do despreparo brasileiro com a questão do lixo, é hora de conhecer, através dessa matéria do Bom Dia Brasil de 09 de abril de 2010, o bairro mais moderno de Tóquio. Um exemplo de convivência com o lixo, com praticamente 100% de todos os resíduos gerados pela população sendo reaproveitados.

Como seria bom se todas as cidades, especialmente as brasileiras, fossem assim. Realmente é coisa de japonês, sensacional a cultura, a educação e a tecnologia deste povo.

Até breve.

Deixe um comentário

Arquivado em notícia

Exposição destaca histórico ambiental de Cubatão

http://www.cubatao.sp.gov.br/publico/index.php?option=com_content&view=article&id=2011:exposicao-destaca-historico-ambiental-de-cubatao&catid=10:noticias-da-cidade&Itemid=50
Texto: Melchior de Castro Junior
Postado por Departamento de Imprensa
Qui, 11 de Fevereiro de 2010 17:47
Estrutura itinerante passará por sete bairros

Uma estrutura de nove metros quadrados, em forma de caixa, promete chamar a atenção em sete pontos de Cubatão a partir da próxima quinta-feira (19). Trata-se da instalação da exposição itinerante Estudo Ambiental do Cepema-USP sobre a Qualidade do Ar em Cubatão.

Além de promover um resgate da história ambiental e industrial da Cidade, a iniciativa celebra os novos avanços conquistados por meio de estudos promovidos na região. Com base de alumínio e paredes de lona acrílica, a estrutura apresenta dados impressos relativos à história e às pesquisas desenvolvidas pelo Centro de pesquisas e Capacitação em Meio Ambiente da Universidade de São Paulo (Cepema). A unidade foi instalada em Cubatão em 2006 por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Petrobrás e a comunidade. Desde a sua fundação, o centro reúne pesquisadores que realizam estudos voltados à busca de soluções para problemas ambientais.

Um estudo ambiental recente se relaciona à implantação da Usina Termelétrica Euzébio Rocha, da Petrobrás, na Refinaria Presidente Bernardes. O estudo ambiental é direcionado a áreas específicas, tais como dispersão de poluentes, reatividade fotoquímica de emissões atmosféricas, biomonitoramento com plantas, estudo da saúde, implantação de equipamentos para monitoração da qualidade do ar e implementação de projetos de educação ambiental e comunicação, todos representados na mostra.

Dois bolsistas atuarão como monitores da exposição, das 9 às 17 horas. A Prefeitura participa da iniciativa garantindo a logística e a segurança do equipamento, numa parceria do Cepema com as secretarias de Cultura e de Ação de Governo.

De acordo com os organizadores, a exposição pretende não só divulgar os estudos realizados pelo Cepema-USP, mas também integrar a comunidade com os temas ambientais, incentivando o interesse e a participação popular. Quem acompanhar a exposição poderá formular questões através de cupons. As respostas serão publicadas no site da instituição (www.cepema.usp.br).

A abertura ocorre sexta-feira, dia 19, às 11 horas, na esplanada do Paço Municipal. As visitas podem ser realizadas até 1º de abril. Confira a programação: de 19 a 25 de fevereiro, Paço Municipal; de 27 de fevereiro a 4 de março, Praça Independência, Jardim Casqueiro; de 6 a 11 de março, Bolsão 8, entrada do bairro; de 13 a 18 de março, Praça do Crevin; de 20 a 25 março, Fabril, Rua da Farmácia; e de 27 de março a 1º de abril, Vila São José, em frente ao Pamos.

Deixe um comentário

Arquivado em notícia

“Quase no quintal de casa” é bem avaliada ao final da semana de apresentações

Crianças assistiram atentamente as apresentações

Crianças assistiram atentamente as apresentações

Por Renato Silvestre

 

Ao som da banda Chico Science & Nação Zumbi – famosa por ter sido a precursora do Movimento Manguebit, que buscava popularizar a cultura regional pernambucana, mesclando essa a elementos da cultura pop mundial, no início dos anos 90 –, é dessa maneira que a peça “Quase no quintal de casa” se inicia.

Com perfil jovem e animado, o espetáculo teatral conta a história do caranguejo Caco, da guará Gilda, do mão pelada Luva e do garoto Naldo, que vivem paralelos intrigantes. Enquanto os animais buscam uma solução para melhorar o ambiente que vivem, Naldo precisa fazer um trabalho escolar sobre o mangue e os rios da cidade onde mora.

Os caminhos deles se cruzam quando os animais indignados resolvem entrar em contato com o menino, conscientizá-lo, e usá-lo como forma de propagação de uma busca coletiva pela melhoria daquele ecossistema. A história ainda traz a mãe e a namorada de Naldo, que dão um toque especial de humor ao espetáculo.

Buscando interação contínua com os espectadores, a peça, que foi levada a cerca de 800 alunos da 4ª série da rede municipal de ensino de Cubatão ao longo dessa última semana, teve um ótimo resultado, ao menos é o que garante o coordenador do Projeto Voluntários do Rio, o ambientalista, fotógrafo e membro do Conselho Comunitário Consultivo Carbocloro, Rolando Roebbelen. “Foi maravilhoso! Dá pra gente perceber exatamente o quanto é importante a educação. A garotada entendeu o recado, eles mostraram que gostam de teatro e entenderam, também, que é preciso limpar os manguezais e limpar a cidade como um todo”, analisou.

Para Roebbelen, as crianças poderão ajudar na conscientização dos pais e amigos. “Crianças dessa idade são extremamente receptivas, conseguem assimilar perfeitamente o recado, e dar sequência a idéia, que é o que, na realidade, o Voluntários do Rio pretende. Queremos que as crianças levem pra suas casas essa mensagem e que dividam com as suas famílias”, disse.

Para a aluna da 4ª série do ensino fundamental na U.M.E. Padre José de Anchieta, Taís Nogueira, 11 anos, a peça conseguiu levar uma mensagem positiva. “Achei muito legal a peça. Falou sobre o meio ambiente e a gente já está estudando muito sobre isso. Aprendi e nunca mais vou jogar lixo na rua”, afirmou.

Lucimere Cordeiro Magalhães, coordenadora pedagógica da escola, que recebeu a peça nessa sexta-feira (25/09), se mostrou contente e disse, também, acreditar no poder das crianças para a mudança de comportamento dos pais. “Eu fiquei super contente em receber o Voluntários do Rio, porque falar de meio ambiente é algo que está dentro do projeto da escola. As crianças são multiplicadores, o que eles aprendem na escola levam pra casa e passam para os pais. Com a situação que está hoje nos mangues, rios e praias, é nossa responsabilidade de mudar e é somente com a educação que se pode e se vai mudar”, finalizou.

 

Mais imagens da peça na próxima atualização.

Continuem acessando, comentando e divulgando esse espaço!

2 Comentários

Arquivado em Dados do projeto, notícia